5 de abril de 2020
Olhar Brasilia

Fotos: arquivo pessoal

Espaço convidado

Amor dividido

Convidado: Darse Júnior, jornalista, 36 anos, nascido e apaixonado por Brasília.

A gente sempre morou perto, coisa de três, quatro quilômetros. Eu sabia da existência dele, mas não tinha qualquer relação. Pra dizer a verdade, quando eu era criança, tinha preconceito e o achava sujo. Ele, por sua vez, nunca me deu bola. Ficava lá, impassível e inacessível, sempre cercado pelos mais ricos de Brasília.

Nossa relação começou a mudar quando eu tinha 23 anos e ele, 45 anos. Eu era repórter do Correio Braziliense e já estava completamente apaixonado por Brasília, seu conceito, suas escalas, suas histórias. Não imaginava que a paixão pela cidade, onde nasci, pudesse crescer ainda mais. Mas cresceu por causa dele.

Nosso primeiro contato foi arrebatador. Percebi na hora que seria para sempre. Já faz mais de 10 anos e a paixão virou amor. Os encontros, que eram ocasionais, passaram a ser rotineiros. Quis apresentar toda a minha família e amigos para ele. Mais, queria que todo mundo o conhecesse, experimentasse o seu frescor e a forma como ele deixava a vida mais leve, conseguia quebrar a dureza do dia a dia.

Para quem ainda acha que Brasília é fria, seca e só tem concreto, convido a conhecer o meu amor. Nossa missão é democratizar o Lago, preservar a memória da capital

Daí surgiu a ideia de apostar num projeto focado em aproximar o nosso Lago da sociedade. Assim, surgiu a Mar de Brasília, minha pequena empresa especializada em levar turistas e visitantes de Brasília para conhecer e interagir com o Lago Paranoá, por meio de passeios turísticos todos os fins de semana. O projeto também é voltado à educação ambiental e recebe nos passeios alunos das escolas de Brasília. Nossa missão é democratizar o Lago, preservar a memória da capital e estimular a preservação dos recursos hídricos.

Desde o passeio inaugural, em 1º de junho de 2010, mais de 50 mil pessoas já navegaram pelas águas do Lago conosco. Pelos relatos, milhares delas também ficaram um pouco mais apaixonadas por Brasília depois de conhecê-lo. Estamos em primeiro lugar no Trip Advisor, rede colaborativa de avaliação de serviços e atrativos turísticos, na opinião dos próprios internautas.

Para quem ainda acha que Brasília é fria, seca e só tem concreto, convido a conhecer o meu amor. Os passeios, com duração de 1 hora e custo de R$ 40, ocorrem aos sábados, domingos e feriados. Partem do Hotel Royal Tulip (sábados, às 12h) e do Pontão do Lago Sul, às 16h e às 17h30.

Olha lá: www.mardebrasilia.com.br , 3034-7444, 3964-1296 ou 98452-7785

 

Você também pode gostar

Nenhum comentário

Deixe uma resposta