2 de dezembro de 2021
Olhar Brasilia

Fotos: divulgação

Espaço convidado

Muita música pra espantar o frio

Convidado: Marcos Pinheiro é jornalista, radialista e produtor. Carioca que adotou Brasília há 34 anos numa “viagem sem volta”.

Quem acompanha a vida cultural de Brasília costuma – ou costumava – brincar que aqui é “8 ou 80”. Tem fim de semana cheio de eventos e outros com quase nada para fazer. Uma “máxima” que, justiça seja feita, tem se aplicado menos nos últimos tempos devido ao natural crescimento da cidade e, por tabela, das opções de lazer e entretenimento.

Neste sábado (24/6), por exemplo, a agenda musical está tão boa que o brasiliense vai ter que se virar. Dentro do segmento rock/pop e blues/jazz, vão rolar cinco eventos diferentes a poucos quilômetros de distância. Organizando os horários – e se estiver no “pique” –, dá pra ver um pouco de tudo. Importante: não se esqueça de se agasalhar porque o frio chegou com força e grande parte da programação será ao ar livre!

Torre de TV + Conic

Se preferir algo mais alternativo, nosso roteiro começa na Torre de TV, onde, das 13h às 22h, ocorrerá a terceira edição do PicniK Festival – que se estende até domingo – , com intensa programação (24 shows em dois dias!), atividades diversas e grande estrutura a ser montada em frente à fonte luminosa. Mais para cima, próximo da própria Torre, será realizado mais um Sarau Psicodélico, a partir das 17h, reunindo nove bandas independentes do DF – ambos com entrada franca. Mais detalhes abaixo…

De lá, dá para descer a pé em direção ao Conic, onde, a partir das 20h, terá o Na Rota do Rock Fest comemorando os 10 anos do site Na Rota do Rock (www.narotadorock.com) com outras sete atrações – duas do Rio de Janeiro – tocando no subsolo do Teatro Dulcina, o já popular “SubDulcina”. Destaques para nomes conhecidos da cena, como Trampa, Etno e Alarmes. 

Parque da Cidade ou Centro de Convenções

Na linha “mainstream” – ou conciliando as duas vertentes –, rola a terceira versão do Festival BB Seguridade de Blues e Jazz, previsto para ocorrer das 14h às 22h no Estacionamento 4 do Parque da Cidade. As atrações são de porte, tais como (o “mago”) Hermeto Pascoal, Zeca Baleiro, Flávio Guimarães e Red Hot Jazz Band, a argentina Xime Monzon e o norte-americano Larry McCray – além do exímio baixista brasiliense Oswaldo Amorim e seu trio. Também de graça!

E no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, a partir das 22h, tem o aguardado – e adiado – show de lançamento do CD/DVD Raimundos Acústico com direito a “after” na área externa juntando o novato bloco carnavalesco-roqueiro “Eduardo e Mônica” (homenageando bandas da cidade) e o som mecânico dos DJs A e Maffra. Para esse encontro – que seria no último dia 10, mas mudou de data por conta da Campus Party – é necessário maior “investimento”. Preços logo abaixo.

PicniK x Sarau
Longe de qualquer “rivalidade”, os dois eventos que rolarão na Torre de TV são absolutamente opostos em estrutura, mas muito importantes para a cena musical da cidade – cada um a sua maneira.

O PicniK se tornou um “case” de grande sucesso do chamado circuito da economia criativa. Começou em abril de 2012 com DJs e pequenas bandas tocando no “Calçadão da Asa Norte” – aquele píer localizado no fim da L4, próximo à Ponte do Bragueto – e, em pouco tempo, cresceu demais! Com patrocínios e parcerias estatais e da iniciativa privada, já passeou por Jardim Botânico, Parque da Cidade, Praça dos Cristais (Setor Militar Urbano) e Concha Acústica. Passou a reunir expositores de diversas áreas (moda, gastronomia, música, meio ambiente etc.), promover oficinas e workshops, abrir espaço para atividades infantis e investir cada vez mais na seara musical.

Em 2015, tornou-se também um festival de bandas, com atrações nacionais e internacionais somadas a badalados e/ou promissores nomes locais – tudo sob a batuta dos produtores-DJs Miguel Galvão (o “Miguelito”) e Júlia Hormann. Neste fim de semana, ocorrerão a terceira edição do festival e a 27ª versão do PicniK, a segunda em 2017. Destaques para as paulistas Bixiga70, O Terno e The Dead Rocks, a carioca Ava Rocha (filha do cineasta Glauber Rocha) e a norte-americana The Blank Tapes.

Segundo números da organização, mais de 300 mil pessoas já circularam pelo PicniK ao longo desses cinco anos, com a participação de 2.200 empreendedores, que geraram quase 5 mil empregos diretos e um volume de negócios que ultrapassa os R$ 6 milhões.

Do próprio bolso
Na base do “faça você mesmo”, sem qualquer recurso financeiro externo, o Sarau Psicodélico existe desde março de 2004 e chega agora à 487ª edição (!), segundo cálculos da produtora, poetisa e “guerreira” Cida Carvalho. O evento não tem nenhum “glamour”: o palco, muitas vezes, é no chão mesmo, com decoração feita a partir de estampas e ornamentos pintados pela própria organizadora. O objetivo ali é simplesmente abrir espaço indiscriminado para as bandas autorais do DF e Entorno e, na medida do possível, de estados. E apresentar poesias nos intervalos, escritas por Cida ou convidados.

Além da quantidade expressiva de “saraus” em mais de 13 anos, o evento também impressiona ao “peregrinar” por vários locais do Plano Piloto e em todas as cidades do DF, além de visitar as goianas Luziânia, Olhos D’Água, Pirenópolis e a Chapada dos Veadeiros. Difícil saber quantas atrações diferentes já tocaram – mais fácil descobrir quem da cena local ainda não se apresentou por lá.

Vale Olhar:
Picnik Festival
Sábado e domingo, 24 e 25 de junho, das 13h às 22h, na Torre de TV
Festival com arte, moda, bazar, gastronomia, workshops, espaço infantil, DJ e shows diversos
Dia 24/6 – Bixiga70 (SP), Ava Rocha (RJ), Seu Estrelo e O Fuá de Terreiro (DF), Firefriend (SP), Teach Me Tiger (MG), Não ao Futebol Moderno (RS), Congo Congo (MG), Brancunians (DF), Transquarto (DF), Oxy (DF) e Bílis Negra (DF)
Dia 25/6 – O Terno (SP), The Blank Tapes (EUA), Tagore (PE), Glue Trip (PB), Mustache & os Apaches (SP), The Dead Rocks (SP), The Raulis (PE), Supervibe (DF), Cassino Supernova (DF), Virada Cuca (DF) e Saci Weré (DF) Entrada: franca
Mais informações: www.facebook.com/events/1852080891710612

3º Festival BB Seguridade de Blues e Jazz
Dia 24/6 – das 14h às 22h, no Estacionamento 4 do Parque da Cidade
Shows com Red Hot Jazz Band (EUA), Oswaldo Amorim Trio + Um (DF), Tributo a Deuses da Guitarra, Xime Monzon (Argentina) e Flávio Guimarães (RJ), Hermeto Pascoal (AL), Larry McCray (EUA) e Zeca Baleiro (MA)
Entrada: franca
Mais informações: www.facebook.com/events/1305613756141494

Sarau Psicodélico
Dia 24/6 – a partir das 17h, na Torre de TV
Show com Vigarius Dick (DF), Lâmina (DF), Dínamo Z (DF), Casacasta (DF), Lud Mim (DF), Cabeça de Praia (DF), Dom Ticones e a Entidade (DF), Arquimago (DF) e Durangos da América (DF) + poesia com Cida Sann
Entrada: franca
Mais informações:www.facebook.com/events/1662191877164828

Na Rota do Rock Fest
Dia 24/6 – a partir das 20h, no SuBDulcina (Conic)
Festival comemorando os 10 anos do site Na Rota do Rock
Shows com Etno (DF), Toro (DF), Trampa (DF), Alarmes (DF), Bardow (DF), Simulacro (RJ) e Mobile Drink (RJ) + cervejas especiais
Ingressos: R$ 10 (até 23h) e R$ 15 (após) à venda no local
Mais informações: www.facebook.com/events/1341192632630971

Raimundos Acústico
Dia 24/6 – a partir das 22h, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães
Show de lançamento em Brasília do CD/DVD “Raimundos Acústico” + “after” ao ar livre com o bloco Eduardo e Mônica homenageando as bandas de Brasília + DJs A e Mafra
Ingressos (meia-entrada): R$ 120 (área VIP), R$ 80 (VIP lateral e especial) e R$ 50 (poltrona superior)
Pontos de venda: site e lojas Bilheteria Digital, Koni (206 Sul, 201 Norte, 101 Sudoeste e Águas Claras) e bar Pinella (408 Norte)
Mais informações:  
www.facebook.com/events/1853784064875444

Você também pode gostar

Nenhum comentário

Deixe uma resposta