19 de abril de 2021
Olhar Brasilia
Circuito SZ

Brasília de luz e sombras

 Eu sinto que estamos ainda no final de um ciclo que não terminou. Esse último momento da noite, a mais escura, a mais fria, onde aparecem os pernilongos. Brasília tem muita luz espiritual, mas acaba sendo o lugar de convergência das sombras. Elas atrapalham, mas não tiram a luz da cidade”  Sri Prem Baba

O evento começou com a atriz Maria Paula, após recitar um poema, se ajoelhando e beijando os pés do guru. “Um gesto de entrega do meu ego, gratidão por estar aqui neste momento com este amado mestre”, disse ela. Nascido em São Paulo, o guru Sri Prem Baba, 50, se tornou referência no mundo como líder espiritual. E tem trânsito no meio político por aqui. Com quatro livros publicados sobre autoconhecimento, ele, que é discípulo do guru indiano Sachcha Baba, atrai milhares de pessoas para as suas palestras.

Foi aqui, perto da capital, em Alto Paraíso, que Prem Baba escolheu para criar o seu ashram (espaço de meditação aberto ao público). O guru esteve em Brasília, na noite de segunda-feira (14), para participar do lançamento do Águas Pela Paz, seminário internacional que vai ocorrer entre 26 e 29 de outubro, no Museu da República. Foi a atração da noite, no restaurante Universal, que contou com a presença de autoridades.

O evento sobre a preservação e o uso consciente dos recursos naturais é preparatório para o Fórum Mundial da Água, a ser realizado em 2018 e que tem apoio do GDF, do governo federal, da Unesco, ONGs, meio acadêmico e de diversas entidades no mundo ligadas ao tema. Respeito ao meio ambiente, autoconhecimento por intermédio da yoga e da meditação, busca do equilíbrio interior para promover a paz exterior são mensagens que Prem Baba prega. O guru, que já frequentou palácios do poder e posou ao lado de vários de seus personagens, conversou com o Olhar Brasília sobre a luz e as sombras da cidade.

Olhar Brasília: A capital vive hoje uma crise hídrica. Não se deveria ter feito algo antes para evitar isso?

Sri Prem Baba: Brasília está passando pelo mesmo que São Paulo passou há pouco tempo. São alertas de que há algo muito errado na conexão do homem com a natureza. Por isso, precisamos parar, refletir, mudar a forma de agir. Essa união de pessoas usando seus talentos, suas habilidades, numa frente de ação para preservar a água é muito importante e urgente. 

Olhar Brasília: Pelo lado espiritual, o senhor acha que Brasília é prejudicada pela carga negativa gerada por ser a sede da política nacional?

Sri Prem Baba: Estamos atravessando um momento muito delicado no país, e Brasília acaba sendo um lugar de convergências das sombras. Brasília tem muita luz espiritual, mas há um contraste muito grande entre a luz e a sombra. Um desafio para os brasilienses conviverem com isso. Mas a luz pode prevalecer, depende mais da atitude interior das pessoas do que dos fatores externos.

Olhar Brasília: Há uma sensação de que tudo está piorando, que estamos entrando em colapso. Isso é real?

Sri Prem Baba: Sinto que estamos vivendo uma transição, ela é planetária. Estamos sendo convidados a realizar uma mudança de cultura. E, em cada país, essa transição se manifesta de uma forma diferente. No Brasil, por exemplo, estamos sendo levados a entrar em contato com aspectos específicos da sombra: a desonestidade, a corrupção; essa cultura de corrupção, mas isso está sendo depurado para exatamente darmos passagem para uma nova e melhor maneira de viver a vida em sociedade. 

Olhar Brasília: É o fim de um ciclo?

Sri Prem Baba: É assim que eu sinto. Estamos ainda no final de um ciclo que não terminou. E é a parte mais difícil; do inverno para a primavera. Esse último momento da noite, a mais escura, a mais fria, onde aparecem os pernilongos. Estamos diante de um grande desafio. Por isso, é tão fundamental, nesse momento o autoconhecimento, para que possamos transformar em nós aquilo que está, de certa forma, se conectando com essa sombra que está lá fora. Na medida em que a gente consegue eliminar esse aspecto em nós, que se conecta com a sombra lá fora, nos tornamos imunes. 

Olhar Brasília: O senhor sente receptividade em Brasília para essa consciência espiritual?

Sri Prem Baba: Brasília é tremendamente receptiva para a espiritualidade. Receptiva e generosa, muito mesmo. Diferente de outros lugares que visito em que há muito preconceito, muito medo. Existe uma prevenção contra a espiritualidade. E aqui existe uma abertura, uma receptividade muito grande mesmo. Gosto muito de estar aqui.

Mais informações sobre as atividades do ashram de Alto Paraíso e de Prem Baba no www.sriprembaba.org. E sobre o Seminário Águas pela Paz no aguaspelapaz.eco.br

 

Você também pode gostar

Nenhum comentário

Deixe uma resposta