2 de dezembro de 2021
Olhar Brasilia
Vitrine Cultural

Um prêmio cheio de “bossa”

No ritmo do refrão Dia de Luz, Festa do Sol,  foi lançada a quarta edição do Prêmio Profissionais da Música (PPM). Roberto Menescal, compositor de O Barquinho, imortalizada na voz da cantora Maysa, será o homenageado do evento em 2018. O ícone da Bossa Nova esteve em Brasília esta semana e foi ele que deu pessoalmente a boa notícia: a partir do próximo domingo (17/9), estarão abertas as inscrições para a premiação, que valoriza todos os segmentos que se dedicam à música.

As inscrições podem ser feitas pelo site http://www.ppm.art.br/.  O prêmio é dividido em 60 categorias, entre as modalidades produção, criação e convergência; e são abertas a profissionais de todo o país. Para chegar aos finalistas, será feita votação entre os próprios inscritos seguida por participação do público e a escolha dos jurados, respectivamente. Os vencedores serão conhecidos no evento, que vai ocorrer em Brasília, de 16 a 21 de abril de 2018.

Esse é um prêmio que valoriza todo o universo da música. Não premia apenas o compositor e o cantor, mas todos os profissionais que fazem a música, a gravação, o show acontecerem. Pessoas que são imprescindíveis nesse processo. Participei uma vez e fiquei muito feliz em conhecer pessoas novas nesse meio”, disse Menescal.

O lançamento do PPM- 2018 foi no Pier 21 e o compositor gravou suas mãos na conhecida Rua das Estrelas.

O gestor cultural Gustavo Vasconcellos, idealizador da premiação, faz questão de frisar: é uma iniciativa que reconhece o trabalho daqueles que atuam nas áreas técnicas também. “O nosso diferencial é premiar todos aqueles que estão ao redor da matéria-prima música. Nós premiamos desde o melhor autor até o melhor engenheiro de gravação. Na categoria convergência, por exemplo, damos prêmio para o melhor festival”, explica. Durante o evento, serão realizados workshops, talk shows, painéis e uma feira de música independente.

Entre os artistas que o PPM já homenageou, estão Renato Russo e Fernando Brant. Na edição deste ano, que contou com mais de 1.300 inscritos, foram celebrados os 15 anos da Associação Brasileira da Música Independente (ABMI). O convite agora está feito para a edição de 2018, que promete muita “bossa” na capital. 

 

Você também pode gostar

Nenhum comentário

Deixe uma resposta