18 de agosto de 2019
Olhar Brasilia
Lá na minha rua

Por mais respeito à vida

O Olhar Brasília  está de luto por mais uma morte trágica no trânsito da cidade. E se solidariza à família e aos amigos de Raul Aragão, 23 anos, estudante de sociologia da UnB e voluntário da ONG Rodas da Paz. Ele morreu atropelado nesse fim de semana, quanto pedalava na L2 Norte.

Raulzito, como era carinhosamente chamado, aumenta as cruéis estatísticas de mortes de ciclistas no DF. Só este ano foram 15 ciclistas atropelados nas nossas ruas. Ironicamente, Raul defendia apaixonadamente o uso da bicicleta, a mobilidade urbana com mais harmonia e a paz no trânsito.

Brasília dá exemplo no respeito à faixa de pedestres, mas ainda está muito longe de alcançar uma convivência pacífica entre ciclistas e motoristas. Para mudar esse quadro, é preciso investir no tripé: educação, fiscalização e punição.

No mundo ideal, os mais fortes protegem os mais fracos; e no trânsito, os mais vulneráveis são pedestres e ciclistas. É urgente que os motoristas redobrem a atenção. Falta exercitar a empatia e dirigir com menos displicência. Poderia ter sido o seu filho ou seu irmão. Precisamos ter menos pressa e mais cuidado para preservar a vida.

Já passou da hora de Brasília dar exemplo também no respeito ao ciclista. Basta de violência no trânsito!

Você também pode gostar

Nenhum comentário

Deixe uma resposta