5 de dezembro de 2017
Olhar Brasilia

Glênio Dettmar

Samanta Sallum

Brasiliense com muito orgulho. Me respeite, por favor

A partir de hoje, o movimento Mexeu com Brasília, Mexeu Comigo  ganha mais impulso, corpo, esperança e entusiasmo! Não é um movimento de briga, mas um movimento de resgate de nossa autoestima, um movimento para gritarmos o que temos de bom. Resultado da ressonância com a comunidade de forma direta e natural. Convidamos a todos a participar, a mostrar que aqui nesta cidade tem gente de verdade, com coração, alma e honestidade.

Agora é para valer! Ninguém mais nos segura. Pois nosso sentimento não é de um ou de outro. É de todos, de todos os gêneros, todas as cores, todas as classes sociais. Moramos em Brasília e queremos respeito. Nascidos ou não aqui, amamos essa cidade e temos motivos para nos orgulhar dela, e não vergonha. Hoje, 5 de dezembro, o site Olhar Brasília comemora seis meses. Seis meses de um sonho sendo realizado, de muitas boas surpresas. 

A campanha Mexeu com Brasília, Mexeu Comigo nasceu de um engajamento espontâneo dos brasilienses. Surgiu em consequência a um texto que escrevemos aqui respondendo ao jornalista Ancelmo Goes a provocação que ele fazia em uma nota, na sua coluna de O Globo.  Ele dizia não saber que atrativos nossa cidade teria a um turista. O título do nosso texto expressou um sentimento sufocado por milhares de pessoas e acabou virando um movimento.

Frequentemente, Brasília é citada de forma negativa, é retratada de forma injusta. Basta de desrespeito com uma população de 3 milhões de pessoas. Brasília não pode ser apedrejada por ser sede do Poder. Não podemos, nós brasilienses, ser culpados por um problema que é nacional.

O brasiliense sofre o estigma da corrupção como os goianos sofreram com o Césio. Somos alvo de preconceito. Parece que todos nós estamos contaminados. Passamos constrangimentos quando estamos em outras cidades do país. Nem as crianças são poupadas. Contamos a situação de nossos alunos, crianças entre 10 e 12 anos, que representavam Brasília nos jogos escolares em Curitiba e foram ofendidos por serem daqui (Leia aqui)

Sim, a nossa capital tem muitos problemas e não podemos fechar os olhos para eles. Mas não somos a capital da corrupção como querem nos atribuir. Não podemos ser resumidos ao que acontece na Esplanada dos Ministérios e no Congresso. Temos muitos motivos para amar Brasília. Quanta coisa boa já saiu daqui para o Brasil. A lista é grande e sempre faltará algo ou alguém.

O que queremos é mostrar esse outro lado da capital. O lado humano, cultural, comunitário. A nossa cidade-parque, a nossa cidade-vanguarda, a nossa cidade-céu, a nossa cidade-música, a nossa cidade que se estende por todo o nosso quadrado, a nossa cidade-poesia, todas as cidades que pulsam aqui. O que queremos é acarinhar e contribuir para que os brasileiros tenham um pouco mais de amor por sua capital.

Eu, Samanta Sallum, e Márcia Zarur acreditamos profundamente em tudo que fazemos aqui. Criamos esse espaço de forma quase artesanal, com recursos próprios, para ser um lugar em que a gente possa praticar de verdade aquilo que acreditamos. Poder olhar e ouvir a cidade de uma outra forma, e reproduzir não apenas nosso pensamento, pois ele só faz sentido se refletir os anseios de quem vive em Brasília. Agradecemos muito a todos que nos apoiam e colaboram e a quem nos acompanha diariamente por aqui. Vamos em frente que a gente tem muita história para contar! 

Você também pode gostar

12 Comentários

  • Reply
    Ana Maria
    5 de dezembro de 2017 at 19:33

    Amei a campanha! Brasília não é um grupo de políticos desonestos de tudo quanto é origem!

    • Reply
      Marcia Zarur
      12 de dezembro de 2017 at 18:09

      Exatamente! Não podemos deixar que resumam uma cidade inteira a este clichê.

  • Reply
    César Fechine
    6 de dezembro de 2017 at 00:28

    Parabéns, Samantha e Márcia, pela iniciativa! Somos brasilienses que temos orgulho de ter uma atividade justa e de amarmos a nossa cidade.

    • Reply
      Marcia Zarur
      12 de dezembro de 2017 at 18:09

      Muito obrigada pelo apoio, César.

  • Reply
    Renata
    7 de dezembro de 2017 at 18:44

    Sou brasiliense, também conhecida como calanga do cerrado, amo Bsb (aliás poucos entendem esta sigla) de uma asa a outra. Não temos mar, mas temos o belo Lago Paranoá. O céu é sem igual. O planalto é espetacular. Somos quase 3 milhões de trabalhadores íntegros e honestos. Somos muitos, somos tribos, somos uno! #mexeucombrasíliamexeucomigo

    • Reply
      Marcia Zarur
      12 de dezembro de 2017 at 18:10

      Isso mesmo Renata! Linda declaração!

  • Reply
    André
    8 de dezembro de 2017 at 16:38

    Bem nada a ver o programa e a reportagem… os politicos, nao todos, e seu entorno muitas vezes sao corruptos sim. Imaginei que fosse algo que defendesse Brasilia contra a corrupção, mas nao vejo nada de produtivo.

    • Reply
      Ricardo
      11 de dezembro de 2017 at 14:56

      Boa tarde André!
      Não se trata de um programa ou reportagem…é sobre o sentimento da população da cidade, que tem moradores que amam o lugar, com suas qualidades e defeitos. É justamente para dissociar essa imagem que é erroneamente vinculada à cidade. A corrupção é um problema não apenas nacional, mas mundial. É injusto e desrespeitoso com os brasilienses conceituar a cidade assim.
      Convidamos você a reavaliar essa visão, e perceber uma Brasília que sofre os problemas que toda cidade tem, e que não se resume à esplanada dos Ministérios e os Palácios. Não somos só política. Existe uma Brasília solidária, cultural, musical, de parques amplos, de atividades ao ar livre, de campeões do esporte, de céu limpo, de ar puro.
      Não é para ser produtivo, mas sim provocar a avaliação pelas pessoas, e a quebra de estigmas e preconceitos.
      Abraço!

    • Reply
      Marcia Zarur
      12 de dezembro de 2017 at 18:11

      Exatamente isso que o Ricardo falou! Assinamos embaixo.

  • Reply
    Renato Azambuja
    15 de dezembro de 2017 at 10:24

    Que tal começarmos citando os POLÍTICOS que estão DESTRUINDO a nossa cidade. Políticos daqui. Votados por nós, BRASILIENSES. Não! Nossa cidade não está um modelo para ninguém. Nosso Teatro Nacional está fechado! Nossas ruas estão esburacadas! Nossa segurança pública um desastre! Não podemos fechar os olhos por mero orgulho. Sou engajado é extremamente defensor da minha cidade, mas fica aqui o registro. Não fechemos os olhos. Brasília pede SOCORRO!

    • Reply
      Samanta Sallum
      18 de dezembro de 2017 at 15:31

      É isso mesmo, Renato. E a campanha Mexeu com Brasília, Mexeu Comigo tem esse objetivo também. Os textos do site mostram bem isso. A campanha não quer fechar os olhos para nossos problemas. Temos problemas graves e denunciamos isso aqui, conforme vc descreveu. Já falamos do Teatro Nacional, da segurança pública, da crise hídrica , dos buracos das ruas. Se vc der uma olhada no site, vai encontrar isso. Temos um olhar crítico sobre a cidade e não cor-de-rosa. O que defendemos acima de tudo são os brasilienses, a população que não pode sofrer o preconceito por morar na sede da Poder. Não somos a escória do Brasil como tentam nos carimbar ! É nesse sentido que defendemos a cidade e sua gente. Obrigada por deixar sua opinião e vamos continuar debatendo isso.

  • Reply
    LUCIANA
    12 de abril de 2018 at 19:21

    Adoreiiii! Me junto a causa. Parabéns!
    Música representado Brasília. Assista o vídeo https://youtu.be/b2fKryScFZY
    Gratidão!
    Luciana Góes

  • Deixe uma resposta