12 de janeiro de 2018
Olhar Brasilia
Lá na minha rua

Águas pela Paz

Enfrentando uma crise hídrica que levou ao racionamento de água ,  a capital da República virou palco internacional do maior debate sobre o tema. Em preparação ao 8º Fórum Mundial da Água, que acontece na cidade de 18 a 23 de março, Brasília sedia o Águas pela Paz. A segunda edição do Seminário Internacional de Água e Transdisciplinaridade teve programação de debates ontem e hoje (12/01) , no Museu Nacional da República.

O objetivo do evento é formar uma aliança nacional em prol da conservação e do uso consciente dos recursos hídricos mundiais. O seminário é uma iniciativa do movimento Awaken LOVE, criado em 2013 pelo líder humanitário e mestre espiritual Sri Prem Baba. “O propósito é acordar uma nova forma de viver a vida, baseada no cultivo do silêncio, autoconhecimento e em valores”, explica o voluntário Fabio Toreta.

As discussões do Águas pela Paz foram divididas em seis temáticas: água e ética, paz no relacionamento com recursos hídricos, sustentabilidade, direitos humanos, inovação e educação. São tratados problemas como o desmatamento, a redução da chuva, o desperdício e o consumo da água.

A intenção é trazer para o debate questões do universo subjetivo, como relações humanas, colaboração e mediação entre conflito. Após o evento, será elaborada uma carta propositiva para o Fórum Mundial da Água.

Sri Prem Baba participou da palestra magna, na noite do primeiro dia de evento. “Será que é possível informar sem estimular o ódio? Que consigamos produzir soluções criativas sem incentivar disputas, competições e separações? Sermos canais de união e de amor?”, questionou o mestre espiritual. Ele convidou as pessoas para se unirem na discussão em torno da crise ambiental.

Prem Baba  também associou os problemas hídricos a questões internas de cada um, como a negação dos sentimentos mais profundos. Então, Prem Baba sugeriu que todos embarquem em um processo de autoconhecimento para entender melhor as próprias emoções e, em decorrência, agir de modo mais consciente, tanto no consumo da água quanto nas demais relações.

Fórum

Pela primeira vez, o Brasil sedia o 8º Fórum Mundial da Água. O evento vai ocorrer  no Centro de Convenções Ulysses Guimarães e no Estádio Nacional de Brasília e deve receber cerca de 37 mil pessoas. A área de exposições é somente para inscritos, com uma média esperada de 7 mil participantes, enquanto a feira é aberta ao público.

As atrações para a feira são, principalmente, os 53 estandes de países como Portugal, Espanha, Marrocos e Japão. Participam do evento sociedades, ONGs, universidades e conselhos.

Você também pode gostar

Nenhum comentário

Deixe uma resposta