5 de Fevereiro de 2018
Olhar Brasilia
Lá na minha rua

Tão jovem, e já caindo assim…

Os brasilienses começaram o domingo com um susto! A imagem do teto da garagem em pedaços sobre os carros é impactante. Se pra quem recebeu as fotos e vídeos pelo celular o susto foi grande, imagine então o choque dos moradores do Bloco C da 210 Norte.

Eles ouviram um barulho altíssimo, seguido de alarmes e buzinas de carros, antes das 7 da manhã. Alguns moradores chegaram a sentir um tremor. Carros esmagados, como se fossem latinhas de alumínio. Ao todo, 25 veículos, que estavam estacionados embaixo da laje que desabou, tiveram perda total. O prejuízo ainda não foi calculado.

Foi uma agonia até terem certeza de que não havia ninguém nos escombros. Cães farejadores foram usados para detectar possíveis vítimas. Felizmente, não havia ninguém na garagem no momento do desabamento. Poderia ter sido uma tragédia imensa se a laje tivesse desabado durante a semana, com o movimento intenso de famílias nesse horário, saindo para trabalhar e para levar crianças para a escola.

Medo

Quem mora no prédio entrou em pânico, com medo de a estrutura do bloco ter ficado abalada, mas a Defesa Civil descartou o risco de desabamento. Os carros que não foram atingidos puderam ser retirados e, por segurança, a garagem vai continuar interditada.

As causas do desabamento ainda não foram identificadas. O prédio tem cerca de 40 anos e, segundo o condomínio, a manutenção estava em dia. Mas engenheiros alertam que rachaduras ou infiltrações devem ser analisadas com cuidado. Se você mora em prédio, cobre isso do seu síndico. Mesmo Brasília sendo uma cidade jovem, com construções de menos de 60 anos, sem a manutenção adequada, a estrutura dos blocos pode ficar comprometida. E é na época de chuva que isso pode ficar evidente – da pior maneira!

  

  

Você também pode gostar

Nenhum comentário

Deixe uma resposta