8 de março de 2018
Olhar Brasilia
Marcia Zarur

Andar em Brasília – saudades de quando a gente só gastava 10 minutos pra chegar…

Saudades também de quando a “complexidade” do metrô de Brasília, e a comparação com os mapas do transporte de outras capitais do mundo, era só uma piada sem sentido! A foto acima hoje faz rir, pra não chorar.

Um metrô que liga nada a lugar nenhum. Transporte coletivo mais do que precário. Ciclovias perigosas e insuficientes. E apesar da faixa, nossa grande conquista e orgulho, o pedestre quase não tem vez. Pra quem tem condições, resta o carro. E assim vamos alimentando um sistema que caminha em alta velocidade para o caos.

Tem muita sorte quem não precisa enfrentar o trânsito em horário de rush. Estou incluída, na maioria das vezes, nesse grupo de sortudos. Mas, vez ou outra, preciso pegar o fluxo e aí haja paciência para os engarrafamentos!

Sou de uma Brasília em que a gente só gastava 10 minutos pra chegar a qualquer canto; no máximo 15. Eram poucos carros nas ruas, era pouca gente na cidade! É verdade que Brasília ficava com cara de cidade fantasma nas férias e nos feriados, mas a contrapartida era nunca ter que enfrentar fila em restaurante ou fila de carros pra voltar pra casa.

Ontem passei por um desses engarrafamentos diários. Sai da Asa Sul às 18:30, precisava deixar meu filho no Sudoeste e chegar ao Casapark às 20:00. Em outras épocas uma hora e meia para cumprir o percurso seria “mamão com açúcar”. Mas em 2018, acredite, quase não deu tempo!

Um tracinho no mapa

Onde foi que erramos? A verdade é que o planejamento de uma cidade não tem como ser cartesiano. As fórmulas matemáticas, com resultados exatos, não se aplicam às cidades em geral, muito menos às brasileiras. A nossa cidade planejada grita por planejamento e clama por manutenção. 

Erramos porque o dinheiro não é gasto como deveria. Erramos porque não olhamos para o futuro. Erramos porque não investimos no transporte coletivo, especialmente nos trilhos. Erramos porque vemos, sem reclamar, o nosso metrô ser apenas um tracinho no mapa.

Você também pode gostar

9 Comentários

  • Reply
    Elisa Mattos
    8 de março de 2018 at 09:04

    Erramos porque assistimos pacíficos aos desmandos e irresponsabilidades!!!

    • Reply
      Rosa Varella
      8 de março de 2018 at 20:25

      Concordo com vc.
      E continuamos errando repetindo a mesma coisa….

      • Reply
        Marcia Zarur
        9 de março de 2018 at 19:25

        Também concordo, Rosa. O pior é que não temos perspectivas de melhora…

    • Reply
      Marcia Zarur
      9 de março de 2018 at 19:25

      Verdade Elisa! É isso mesmo!!

  • Reply
    Tânia Battella
    8 de março de 2018 at 14:49

    Muito boa a materia. Acho que erram os Governos local e federal pelo completo descaso com a Capital do país em não exigirem e promiverem um planejamento regional, necessário desde a transferência da capital para Brasília. Enquanto isso não ocorrer ficaremos brigando, esperneando e só olhando para nosso umbigo…

    • Reply
      Marcia Zarur
      9 de março de 2018 at 19:24

      Verdade Tânia, falta planejamento. É como o professor David Duarte diz: o Brasil não planeja e não olha para o futuro. O resultado é que estamos sempre apagando incêndios.

  • Reply
    gutoconde
    9 de março de 2018 at 19:15

    Sou usuário de ônibus e não posso deixar de comentar a melhoria sensível que houve no sistema no sistema de transporte do DF. Após a implantação do aplicativo +Onibus, que monitora o trajeto e localização dos ônibus, o sistema, mesmo não cumprindo horários, se tornou previsível. Eu espero apenas que o GDF amplie o aplicativo para todas as linhas do DF.

    • Reply
      Marcia Zarur
      9 de março de 2018 at 19:22

      Que ótimo ter esse retorno Guto. Precisamos comemorar cada melhoria e estar sempre pensando na questão da mobilidade, que, sem dúvida, é um dos maiores desafios do DF. Não podemos ter uma cidade pensada só para carros! Agrademos o seu relato.

  • Reply
    Marcela
    10 de março de 2018 at 00:06

    Realmente tá difícil não pegar engarrafamento em Brasília. Era tão bom! Eu ainda me acho sortuda por morar perto do trabalho e levar menos de 10 minutos (quando não há um carro batido no caminho)!
    O aplicativo Waze também me ajuda muito quando está chovendo e já sei que teremos engarrafamento…

  • Deixe uma resposta