21 de agosto de 2019
Olhar Brasilia
Sabores

Montanhas e sabor capixaba no Planalto

Por Sara Campos e Samanta Sallum

Região rural de Brasília, o Lago Oeste abriga refúgios com boa gastronomia. Vale a pena, para quem quer descobrir novas paisagens da cidade , fazer uma “expedição ” por lá . A sensação de uma viagem sem ter de sair da cidade.

Chegamos ao Vista Linda em um dia ensolarado, ideal para conferir se o restaurante fazia jus ao nome. A diminuta calçada nos transporta a um terraço com uma vista de tirar o fôlego.

Uma configuração montanhosa que faz o espectador esquecer que está no Planalto Central. Em Brasília somos agraciados por um lindo pôr-do-sol sob o horizonte, mas, ao mesmo tempo, somos órfãos de um clima de montanha proporcionado por esse achado entre os poucos restaurantes de ares bucólicos.

O menu dedicado aos sabores capixabas é simples e direto. Assim como o chef Gouthier Dias, que morou na França por muitos anos e por lá aprimorou-se entre as panelas.

De entrada, pedimos algo simples, mas não menos saboroso. O camarão empanado chega em porção farta chama atenção por um detalhe: a farinha utilizada no empanamento foi aromatizada com ervas.

Panela de barro 

Apesar de algo simples de ser feito, dificilmente vemos restaurantes que servem o petisco preocupados com esse acréscimo de sabor. O clichê do molho tártaro faz com que os paladares mais exigentes paguem a língua. A maionese caseira mostra todo o sabor e cuidado que podem enriquecer uma experiência gastronômica.

 

A saborosa moqueca capixaba, tombada pelo Patrimônio Cultural Imaterial do Espírito Santo, chega na borbulhante panela de barro com conteúdo que ganha a vivacidade do urucum.

O frescor do peixe e do camarão não é tão evidente como num restaurante de ponta de praia, mas é o suficiente para chamar a atenção de quem come frutos do mar pela capital. Entre os acompanhamentos, destaque para o saboroso pirão de peixe.

“Aqui tudo é o mais fresco possível . Não uso peixe e frutos do mar congelados . É uma logística um pouco mais trabalhosa , mas faço questão de investir na qualidade dos ingredientes”, afirma Gouthier.

O chef entendeu o recado dado pela cozinha francesa de raiz: comida simples e caprichada como toda cozinha regional deve ser.

O arroz com frutos do Mar é uma boa opção também e já vale como prato principal. E a moqueca de banana é um acompanhamento que dá um delicioso contraste de Sabores. 

Há outras opções de refeição para aqueles que não gostam de peixe . E um menu especial para atender o paladar das crianças.  

A sobremesa: o tradicional pudim leite completa o almoço e leva até o cafezinho. 

Além da “vista  linda” e da boa comida, os visitantes ainda podem conhecer um pouco mais da história da região, já que ali foi rota de expedições, com um pouco de prosa com o chef Gouthier. 

Para chegar:

Fica em direção à Sobradinho, a cerca de 40 km do centro de Brasília. O  deslocamento em direção ao restaurante Vista Linda se transforma em um passeio Para quem vai do Plano Piloto ou de outra região administrativa. Não é à toa que o local funciona apenas aos finais de semana. Placas indicam a direção do restaurante. Os mais perdidos não têm desculpa: o local também é precisamente indicado pelo GPS do celular.

Vista Linda Gastronomia e Lazer 

Núcleo Rural Lago Oeste , Rua 14, chácara 379.

Dica importante : Ligue antes e faça reserva . São poucas mesas . 

Está aberto hoje , Sexta feira da Paixão e todo o fim de semana.

Faça sua reserva pelo 33025939 ou 996226004 (Whatsapp).

 

Você também pode gostar

Nenhum comentário

Deixe uma resposta