6 de Abril de 2018
Olhar Brasilia
Espaço convidado

Convidada: Iara Vidal é brasiliense apaixonada, nasceu, cresceu, se tornou cidadã, profissional, esposa e mãe neste Quadradinho.

Semana Fashion Revolution – Brasília 

Volto a ocupar esse espaço para falar sobre consumo consciente. Mas dessa vez eu trago uma proposta de reflexão para o público do Olhar Brasília. Você já se fez a pergunta: “Quem fez minhas roupas?” A pergunta não é sobre tendências da moda ou paleta de cores. É sobre o cultivo do algodão que alimenta a indústria têxtil, o uso da água, as condições de trabalho de trabalhadoras e trabalhadores. Essa é a proposta da Semana Fashion Revolution, que ocorrerá em Brasília e ao redor do mundo entre dias 23 a 29 deste mês de abril.

O Fashion Revolution propõe uma revolução na moda, é um movimento global presente em mais de 90 países, nasceu questionando e discutindo os impactos da indústria na vida das pessoas e lutando por uma transformação no mercado fashion. Ele foi criado após o impacto da tragédia causada pelo desabamento do edifício Rana Plaza, em Bangladesh, no dia 24 de abril de 2013.

O prédio abrigava diversas confecções. Mais de mil pessoas morreram e mais de 2500 ficaram gravemente feridas. O desastre fez com que as pessoas olhassem com mais atenção para a cadeia de produção da moda, o modelo fast fashion e as pessoas por trás das roupas que vestimos.

Para marcar esses cinco anos, a campanha de 2018 traz o tema: 5 anos após Rana Plaza. Eu sou a representante desse movimento aqui no Distrito Federal. A minha missão é tecer uma rede de apoio e mobilizar a cidade em torno desse movimento. A nossa programação está sendo construída por essa teia de colaboradoras e colaboradores engajados, comprometidos e talentosos. Vai ser lindo!

A minha meta como representante da Fashion Revolution em Brasília é democratizar o debate sobre moda consciente. Envolver cidadãos e cidadãs, poder público, entidades representativas, iniciativa privada, imprensa, embaixadas, organismos internacionais e movimentos sociais. Esse é um debate de todos e todas. É uma questão de cidadania.

Se tem gente que torce o nariz para a política, acredito nela como a única via para a transformação. Por isso, a principal atividade do nosso evento em Brasília será o Seminário Perspectivas para a Moda Consciente no Brasil, em parceria com a Mesa Diretora da Câmara dos Deputados.

O evento vai dar voz a especialistas sobre etapas da cadeia produtiva da indústria da moda: cultivo de algodão, uso da água, condições de trabalho, novas tecnologias para a moda / Indústria 4.0, moda na economia criativa / políticas públicas e o Índice de Transparência da Moda da Fashion Revolution Brasil.  Além de apresentações sobre iniciativas promissoras na moda consciente (borracha da Amazônia, tingimento natural, cosmética natural e moda e identidade). Será no dia D do movimento, 24 de abril, terça-feira, das 14h às 18h, no Auditório Nereu Ramos.

Não precisa se inscrever, mas tem que observar a capacidade de lotação do espaço. Quem não puder ir, vai ter transmissão ao vivo pela internet. Acompanhe o evento no link: https://goo.gl/n26J5e

No dia 24 de abril, aguardo a agenda do presidente do Senado Federal, Senador Eunício de Oliveira. Quero falar, em nome do Fashion Revolution Brasil, sobre o PLC 105/2014. A matéria está pronta para ser incluída na pauta de votação do Plenário e busca informar e conscientizar a população sobre a necessidade de adequação das tendências da moda e necessidades de vestuário à sustentabilidade ambiental.

Outro evento confirmado é o Seminário Mercado Local da Moda Consciente, em parceria com a presidência da Câmara Legislativa do Distrito Federal. O evento levará empreendedores e especialistas no mercado de moda consciente do Distrito Federal. Haverá painéis sobre moda circular (brechós, armário compartilhado e aluguel de roupas); mercado autoral (histórias de marcas, tingimento natural, manualidades e iniciativas sociais); negócios colaborativos (lojas colaborativas, suporte a marcas e coworking) e mercado de moda do DF. Será dia 25 de abril, quarta-feira, das 13h às 19h, na Sala 2 das Comissões da CLDF. A lotação da sala é limitada a 50 pessoas e não precisa fazer inscrição. Será transmitido ao vivo pela internet.

::: Acompanhe o evento no link: https://goo.gl/RQ2mka

Uma das atividades que enche meu coração de afeto é a Miss Catadora 2018. Em uma parceria entre a Semana Fashion Revolution – Brasília e o projeto Reciclando o Futuro, tocado pela querida amiga Renata D’Aguiar. O evento tem o objetivo de fomentar a inovação a partir do lixo, despertar a criatividade na produção de roupas que podem ser confeccionadas a partir de materiais recicláveis. Mulheres que trabalham como catadoras terão a oportunidade de revelar novos estilos que podem ser criados a partir do lixo.

A final do Miss Catadora 2018 ocorreré durante o encerramento da Semana Fashion Revolution, domingo, dia 29 de abril, no MimoBar, localizado na área central de Brasília (DF), em frente ao prédio que abriga a Funarte.

::: Formulário para se inscrever neste link: https://goo.gl/z5u8pP

::: Acompanhe o evento no link: https://goo.gl/a7U84n

Teremos ainda, em parceria com vários estabelecimentos do Distrito Federal, Rodas de Manualidades com bordado, tricô, crochê e muitas belezuras feitas à mão. Basta levar seus aviamentos e sua criatividade para trocar ideias com outras fazedeiras e ajudar a preservar saberes ancestrais. Também vamos bater um papo sobre o movimento Fashion Revolution Brasil e moda consciente nesses encontros. Veja o que já temos confirmado neste link: https://goo.gl/q1yLNz

Você quer participar? Manda email para frwbrasilia@gmail.com

Uma das atividades que já começou é o mapeamento de costureiras do Distrito Federal. Nossa proposta é mostrar quem são as costureiras que participam desse processo e trazer mais transparência e consciência, ampliar o reconhecimento e a valorização de quem costura. Queremos fotos de costureiras com a plaquinha “EU FIZ SUAS ROUPAS!”. Quem quiser ir para a Galeria Fashion Revolution, manda um e-mail para frwbrasilia@gmail.com.

 

 

Você também pode gostar

Nenhum comentário

Deixe uma resposta