14 de outubro de 2019
Olhar Brasilia
Vitrine Cultural

Raxo do Céu

Quem gosta de dança certamente já viu algum espetáculo da companhia brasiliense Duo. Além de um domínio fantástico da técnica, as coreografias sempre surpreendem pela ousadia.

Os bailarinos já entraram no palco usando muletas como elementos cênicos, já fizeram apresentações aéreas e continuam inventando e desafiando o convencional. Nessa linha, o próximo espetáculo do grupo pretende fazer uma releitura da cultura do sertão nordestino, com suas lutas, crenças, tradições e histórias.

‘Raxo do Céu’ promete surpresas para o público, com roteiro assinado pela primeira bailarina, Rayssa Ferreira, e a direção do premiado bailarino e coreógrafo Rodrigo Mena Barreto. 

Mena Barreto é conhecido na cidade não só pelo talento e dedicação ao balé, sendo uma referência para quem gosta de dança, mas também pelo seu envolvimento com projetos sociais. Ele procura mostrar que o balé pode ser um caminho profissional para jovens de comunidades pobres e faz oficinas em escolas públicas e instituições de olho em possíveis talentos que possam ser lapidados.

No espetáculo ‘Raxo do Céu’, a Duo Companhia de Dança pretende trazer para o palco a realidade e os desafios do semiárido nordestino. Uma proposta que exige estudo, criatividade e sensibilidade, além de aparato técnico para a montagem e a execução do espetáculo. Para reunir tudo isso, a companhia aderiu ao financiamento coletivo pela internet, pelo endereço https://www.catarse.me/raxodoceu 

O grupo espera arrecadar 15 mil reais para viabilizar três dias de espetáculo. O balé deve ser encenado no Complexo da Funarte, na primeira quinzena de agosto.

Você também pode gostar

Nenhum comentário

Deixe uma resposta