10 de Maio de 2018
Olhar Brasilia

Olivier Boels

Vitrine Cultural

O olhar sensível para a natureza e as populações tradicionais na mostra ‘Yawalapiti – Entre Tempos’

“Na tribo, o velho é o dono da história. O adulto é o dono da aldeia. E a criança é a dona do mundo.”
Orlando Villas-Bôas

Um mergulho no Xingu, na riquíssima cultura indígena que convive em perfeita harmonia com a natureza. A exposição ‘Yawalapiti – Entre Tempos’ se propõe a transcender o registro fotográfico.  É uma mostra que convida o público a um passeio pelas aldeias e pelo modo de vida dessas populações. 

As fotos do premiado Olivier Boëls são de uma sensibilidade ímpar. Além da beleza artística, conseguem registrar o cotidiano da aldeia, desde a construção de suas casas e canoas até a alimentação e os belíssimos rituais. A cor e o movimento são impressos no papel e compõem um ambiente que refaz o clima do Xingu.

A mostra conta também com objetos da tribo, como esculturas, cocares, armas e adereços. Já na entrada, o visitante se depara com as redes, uma das heranças indígenas mais queridas dos brasileiros. Presas ao teto, elas compõem um dos ambientes da exposição. 

Os textos explicativos, que acompanham as fotos, foram elaborados pelos próprios índios, o que aproxima o público ainda mais da vivência e dos valores dos Yawalapiti. Nos relatos, a preocupação com o desmatamento, a poluição dos rios e a morte das nascentes. 

“Procurei retratar um pouco da imensa riqueza cultural dessas populações tradicionais”, afirma Boëls. “Eles têm um recado muito importante a dar sobre o meio ambiente.”

O fotógrafo, de origem francesa, destaca o privilégio do Brasil por ter acesso a essa cultura única e tão rica. “Não temos povos assim ao redor do mundo. É preciso que o brasileiro saiba o valor disso.”

A exposição foi aberta no Dia do Índio, 19 de abril, e diariamente conta com a participação ativa de moradores da aldeia. Os índios fazem demonstrações de danças e rituais, pinturas corporais e vendem objetos típicos da etnia, além de proporcionar visitas guiadas. 

Neste sábado, 12/5, a partir das 16h, vai haver um encontro dos Yawalapiti no local da exposição, com apresentações e interação com o público. Uma experiência única e imperdível!

Vale olhar a mostra ‘Yawalapiti – Entre Tempos’, do fotógrafo Olivier Boëls, que fica no Museu da República até 20 de maio. Visitação de terça a domingo, das 9h às 18h30, com entrada franca. Informações: 98180-4044  ou 3325-5220.

Você também pode gostar

Nenhum comentário

Deixe uma resposta