22 de julho de 2019
Olhar Brasilia

Itamar Pereira

Espaço convidado

Os vários olhares de Brasília

Convidado: Marcelo Abreu, jornalista, da ilha de São Luís e brasiliense por afeto adquirido

As jornalistas Samanta Sallum e Marcia Zarur, do Olhar Brasília, me convidaram para ser jurado do concurso de fotografia (categoria amadora) que o site iria promover. Marcia e Samanta são duas ardorosas defensoras da cidade. Por motivos de agenda, não deu para eu aceitar. Também não pude ir ao coquetel da premiação. Mas hoje eu fui à exposição. Era preciso ir. Era preciso ver de perto.

E me deparei com 42 fotos selecionadas entre centenas que chegaram ao site. Houve as categorias amadora e profissional. Em cada uma, três fotos foram premiadas. A exposição, montada no Venâncio, espaço todo reformado, ao lado do Shopping Pátio Brasil, está imperdível. É um olhar – feito por vários olhares – de Brasília e suas várias cidades. Em cada foto, uma sensibilidade muito particular, uma perspectiva, um detalhe, um refinamento. Uma poesia. Foto é, em essência, a revelação de alguma poesia. Ou de alguma história não escrita com palavras.

Por muitos anos, fui repórter especial do Correio Braziliense. Zanzei por toda Brasília e todas as cidades do DF — e muito, muito longe do DF – atrás de histórias únicas. E tive muita sorte. Andei sempre acompanhado dos melhores fotógrafos profissionais – e premiados – da cidade e do país. Andei com gente Prêmio Esso. Gente que tb gostava de gente. Puta sorte. Poucos repórteres têm essa chance.

Com ajuda de cada um desses feras, aprendi um ou outro detalhe da arte de fotografar, os segredos da luz. O momento certo. A hora certa. Quando se deve ou não. Foram muitos anos assim. Dessa forma, passei a desenvolver um olhar mais especial para cada retrato que vejo. Hoje, brinco de fazer fotos. Não sou fotógrafo. Nunca serei fotógrafo. Mas gostei dessa coisa de juntar as histórias que conto com as minhas próprias imagens. Tem dado bom resultado.

Hoje, fim da tarde, lá no Venâncio, deparei-me com 42 fotos espetaculares. Cada uma conta uma história. Mas, treinado para ver gente e detalhes, meus olhos bateram em duas que me desconcertaram. Uma na categoria amadora; outra, profissional. Nenhuma delas estava entre os três primeiros colocados.

Uma, a profissional, é de Itamar Pereira (Foto principal deste texto). Ele fez a Rodoviária do Plano Piloto lotada. E a vida naquele lugar, por onde passam um milhão de pessoas/dia, um dos mais horrorosos da capital modernista de JK e Lucio Costa, a menos de dois quilômetros do poder e de toda a podridão desse mesmo poder. O olhar do homem idoso, subindo a escada rolante quebrada, é o prêmio. Que história ele carrega? De onde vem? Pra onde vai? É a expressão de toda vida real, das vidas reais que passam todo dia por esse lugar horrendo, entupido de crianças — largadas, drogadas, sem esperança ou futuro. Eu teria votado nela. Pelo olhar desse homem cansado, que sobe a escada da vida dele.

Coincidentemente, há menos de dois meses, escrevi um texto sobre esse mesmo horror e fiz uma foto do lugar que não virou cartão-postal da terra de JK, mas que é onde está toda a sua essência.

A outra foto, amadora, de Pâmella Alves Silva, é uma sequência de sobrados cheios de cor em Taguatinga, 25 km da Rodoviária. A cidade respira gente e histórias. E dela trouxe reportagens que até hoje me marcaram. Quem nunca zanzou por Taguatinga nunca entenderá uma cidade onde as esquinas e becos são reais. E onde a vida é sempre guiada pelos ponteiros do relógio da praça.

Toda a exposição está irretocável. Há fotos para todos os gostos. Há olhares para todos os olhares. Há cores para todos os perfis. Há vida para todas as vidas. Difícil será escolher a mais bonita.

Olha lá: Quer te emocionar tb? Passa lá, no Venâncio, de segunda a sexta-feira, das 10h às 22h. Sábado só até as 18h. Domingos não abre. Até dia 20 deste mês. Deixa os teus olhos se encheram de beleza e pura LUZ.

 

Você também pode gostar

3 Comentários

  • Reply
    César Fechine
    2019-06-05 at 11:15

    Marcelo Abreu,
    Fui à premiação e penso que o concurso foi uma bela homenagem aos 59 anos de Brasília. Irei à exposição. Parabéns às queridas colegas Márcia e Samanta pela iniciativa!
    Abraços,
    César.

  • Reply
    Osmarino Souza
    2019-06-05 at 13:29

    Excelente Marcelo Abreu!!!

  • Reply
    Itamar Pereira
    2019-06-05 at 17:59

    Putz….que legal. Sabia que alguém iria enxergar o que eu queria que fosse enxergado. Parabéns pela sensibilidade em ver exatamente o que eu queria mostrar na imagem.👊🇧🇷
    Ganhei o dia. Obrigado.
    Só uma correção: não sou profissional e fiz a foto com meu celular.

  • Deixe uma resposta