5 de dezembro de 2020
Olhar Brasilia
Lá na minha rua Mexeu com Brasília, Mexeu Comigo!

Um júri que espelha a diversidade de Brasília

Brasília é um caldeirão de culturas, hábitos, sotaques… Uma cidade multifacetada e muito rica, justamente por essa diversidade. Essa mistura, que é a síntese do país, nos inspirou na formação do júri do Prêmio Olhar Brasília de Fotografia 2020.

Pessoas das mais diversas áreas, com diferentes vivências e olhares múltiplos para a nossa capital. São elas, sob a batuta do fotógrafo Nick Elmoor, que vão escolher os vencedores das 5 categorias desse Prêmio, dedicado aos 60 anos da cidade.

Em meio à pandemia do coronavírus, o Prêmio Olhar Brasília de Fotografia é uma forma de celebrar essas 6 décadas, de maneira original e segura. Faça a sua inscrição, concorra a prêmios em dinheiro e nos ajude a encher as redes sociais com a leveza de belas imagens de todos os cantinhos da nossa capital. 

Curador e presidente do júri do Prêmio Olhar Brasília de Fotografia:

Nick Elmoor
Com mais de quatro décadas dedicadas à fotografia, realizou diversas exposições e tem livros publicados. Seu trabalho se mistura à história cultural da cidade. Brasiliense adotado, foi um dos poucos a realizar um registro fotográfico intimista das bandas de rock de Brasília nos anos 80. Trabalhou como fotógrafo documental, de moda, publicitário, jornalista e foi professor na UnB. Há 25 anos, é o fotógrafo oficial da Cia. de Comédia Os Melhores do Mundo.

Jurados por categoria:

CATEGORIA DOCUMENTAL


Charles Cosac
Atual diretor do Museu Nacional da República, Charles Cosac foi um dos fundadores da renomada editora Cosac Naify. Estudou teoria e história da arte no Reino Unido e na Rússia, e, em 2017, assumiu a direção da Biblioteca Mário de Andrade, em São Paulo, onde permaneceu até o ano seguinte.

Daniel Mangabeira
É arquiteto brasiliense nascido em Itabuna, Bahia. É sócio do BLOCO Arquitetos e presidente do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Distrito Federal (CAU/DF). É também colaborador do site Olhar Brasília, com a coluna Quando Brasília era moderna’, que defende o que há da boa arquitetura moderna brasileira na capital.


Marcelo Feijó
É fotógrafo e professor da Faculdade  de Comunicação, na Universidade de Brasília. Graduado em jornalismo, mestre em artes visuais, doutor em história, ele pesquisa as relações entre a fotografia, a história e a memória.

Marília Panitz
Nasceu em São Leopoldo, no Rio Grande do Sul. É mestre em teoria e história da arte pela Universidade de Brasília. Foi diretora do Museu de Arte de Brasília e do Museu Vivo da Memória Candanga. Desde 1994, é pesquisadora, coordenadora e orientadora de programas educativos de grandes exposições e cursos livres de arte. Atua como curadora independente de mostras que contam com artistas brasilienses e de outras naturalidades, em território nacional e internacional.

Orlando Brito
Mineiro de Janaúba, Orlando Brito é um dos mais respeitados repórteres fotográficos brasileiros. Atuou em grandes veículos de imprensa e tem um rico acervo de registros fotográficos da história brasileira contemporânea, com fotos da época do regime militar, dos bastidores da política em Brasília e imagens originais e inusitadas dos presidentes da República.


Soraya Barne
É uma apaixonada pelas artes. De nacionalidade francesa pelos pais, nasceu e cresceu na Espanha; talvez, por isso, ela tenha se interessado desde de cedo pelas diversas culturas e linguagens que compõem o nosso mundo. Estudou na França, onde fez mestrado em gestão cultural, e especializou-se em diplomacia cultural.
Trabalhou na Aliança Francesa de Brasília e na Delegação da União Europeia no Brasil. Hoje, é assessora de cooperação cultural na Embaixada da França no Brasil.

 

CATEGORIA COR


Ana Maria Campos
Nascida em Brasília, é filha de um pioneiro, um engenheiro que trabalhou na construção da capital e escolheu a cidade para criar os filhos. Formada pela UnB com especialização em mídias sociais pelo UniCeub, a jornalista é editora de política local, titular da coluna Eixo Capital e do blog CB.Poder do Correio Braziliense. Ganhou o Prêmio Esso, da AMB, da CNT e Engenho sempre com coberturas sobre Brasília.

Anderson Gustavo Torres
Brasiliense , formado em direito pelo UniCeub, é delegado da Polícia Federal com especializações em ciência policial, investigação criminal e inteligência estratégica.  Coordenou  toda a atividade de inteligência da Polícia Federal na repressão a organizações criminosas de tráfico internacional de drogas e lavagem de dinheiro. É Secretário de Segurança Pública do Distrito Federal.

Cíntia Gontijo de Rezende
Com muito orgulho de ter sido uma das primeiras crianças a nascer em Brasília, no Hospital de Base, ela e Brasília completam 60 anos este ano. É mestre em educação e ama a profissão que escolheu.
Representa o Senac-DF, onde trabalha ajudando a transformar milhares de vidas com a capacitação de novos profissionais.

Cláudio Corrêa
Brasiliense, apaixonado por nossa cidade. Publicitário e diretor executivo da Globo em Brasília.

Daniel Adjuto
Jornalista, nascido em Brasília e formado pela UnB, atualmente é âncora na CNN Brasil. Destacou-se como repórter de política em Brasília e foi apresentador substituto do SBT Brasil. A partir deste ano, passou a comandar o noticiário noturno de Brasília na CNN.

Didi Colado
Artista urbana com um trabalho de grafite expressivo no DF, é integrante do Coletivo Risofloras, que dá nome à galeria na Praça do Cidadão, em Ceilândia. Tem como objetivo estimular o olhar criativo, gentil e solidário no Distrito Federal e cidades do Entorno, por meio de diversas linguagens artísticas, como o grafite, stencil, pintura, palavra e poesia, além de compartilhar a sororidade, a união e o empoderamento feminino em suas obras.

DJ Cottonete
Começou como DJ em Brasília em 1991. Ao longo dos anos, profissionalizou-se e passou a tocar nas principais casas noturnas, festas e shows de Brasília, bem como em eventos corporativos e mais de 500 casamentos. Já com a carreira consolidada, misturando hits do passado com os atuais, atuou nas maiores festas e eventos de Brasília, como “Festa da Fazenda” (Antártica), Festa do Seu João, Festa Volta aos Anos 80, Fifa Fan Fest, Na Praia e várias outras.

Heraldo Pereira
Nascido em Ribeirão Preto, São Paulo, Heraldo Pereira foi repórter dos principais telejornais da TV Globo. Atuou como comentarista de política no Jornal da Globo e foi apresentador substituto de William Bonner no Jornal Nacional. Desde 2017 comanda o Jornal das Dez, na Globonews, como âncora e editor-chefe.

Ulisses Borges de Resende
Carioca de nascimento e candango de coração, advogado militante e professor do IESB, mestre e doutor em sociologia pela UnB, com estágio doutoral na Universidade de Coimbra, presidiu a primeira Comissão de Defesa dos Direitos dos Animais do Conselho Federal da OAB. É vice-presidente da Câmara Brasil-Rússia de Comércio, Indústria e Turismo.

CATEGORIA P&B


Adriano Siri
Ator, arquiteto, formado pela UnB, carioca e candango, além de saxofonista nas horas vagas. É integrante da Cia. de Comédia Os Melhores do Mundo, desde 1995. Atuou em programas da TV Globo como Zorra Total, Malhação e Fantástico. É morador de Brasília, defensor da cidade, e pai do Theo e da Lis.

Guiliana Morrone
Brasiliense, estreou na Globo em 1989. Passou por vários telejornais da TV Globo e se destacou em coberturas do noticiário político. Durante 4 anos foi correspondente em Nova York e hoje é a âncora do Bom Dia Brasil em Brasília. Também é apresentadora substituta de Renata Vasconcellos no Jornal Nacional.

Joelson Maia
Jornalista, editor especial da TV Globo e mídia manager na Globo Brasília, além de fotógrafo nas horas vagas. Jornalista premiado por reportagens no Jornal Nacional e no Fantástico, é um dos idealizadores do programa Distrito Cultural. É também o responsável pelas imagens e edição dos vídeos do movimento ‘Mexeu com Brasília, Mexeu Comigo!’, divulgados pelo site Olhar Brasília.

Juliana Valadares
Nascida e criada em Brasília, formou-se em administração no UniCeub, e há 23 anos atua em cargos de gestão no Sesc-DF. Esteve à frente de diversos projetos culturais na instituição, já que por 5 anos foi gerente do Sesc 913 Sul, onde fica o Teatro Garagem, e, por 12 anos, foi Coordenadora de Cultura. Apaixonada por Brasília, coordenou no Sesc vários trabalhos que promoveram a democratização da arte.

Luciano Leiro
Delegado da Polícia Federal e pós-graduado em ciências penais pela Universidade Anhanguera. Atualmente, é o vice-presidente da Associação Nacional dos Delegados de Polícia Federal. Foi o responsável pelo Núcleo de Repressão aos Crimes contra a Administração da Superintendência da Polícia Federal em Brasília e Coordenador do Grupo de Inquéritos do STF. Também é professor da Academia Nacional de Polícia.

Lilian Tahan
Jornalista, dirige desde setembro de 2015 o site de notícias Metrópoles. É uma brasiliense apaixonada e zelosa com sua cidade. Formada em comunicação social pela UnB, tem especialização em jornalismo digital e gestão de empresa de comunicação pela ISE Business School, instituição vinculada à Universidade de Navarra, na Espanha. Antes do Metrópoles, trabalhou por 12 anos no Correio Braziliense e 2 anos na revista Veja Brasília. Ao longo da carreira, conquistou prestigiados prêmios de jornalismo, como Esso, Embratel, CNT, CNI, AMB, MPT e Engenho.

Luiz Carlos Braga
Jornalista, carioca e brasiliense, trabalhou por mais de 20 anos na TV Globo, como repórter dos principais telejornais da emissora e apresentador do Bom dia Brasil e do DFTV. Atualmente, é editor-chefe e âncora do DF Record. É atuante defensor dos direitos dos animais.

Rodrigo Freire
Brasiliense, advogado e presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) do DF e Brasília Convention Visitors Bureau, é um ferrenho defensor de Brasília e apaixonado pela cidade.

Valdir Oliveira
Ex-Secretário de Desenvolvimento Econômico do DF, Valdir Oliveira foi eleito Superintendente Regional do Sebrae.

 

CATEGORIA MEMÓRIA

Alessandra Roscoe
Jornalista, escritora e coordena o Uniduniler todas as letras, projeto de mediação de leitura. Mineira, Alessandra vive em Brasília com o marido e os três filhos. Publicou mais de 40 livros para a infância. Já teve livro adaptado para o cinema, em acervo de bibliotecas internacionais, traduzidos em outros países e foi finalista do Prêmio Jabuti em 2013. Não esconde que, antes de escritora e mediadora de leituras, é leitora das mais apaixonadas!

Cláudio Cohen
Nasceu em Belém do Pará, mas cresceu na capital do país e é Cidadão Honorário de Brasília. Desde 2011, é o maestro da Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro. Está à frente de vários projetos que visam popularizar a música clássica, como apresentações de famosas trilhas sonoras de clássicos do cinema, do rock, concertos didáticos, sociais e da saúde. Dirigiu mais de 50 Orquestras em 20 países. É o apresentador do programa A hora do maestro, na Rádio Justiça.

Eliane Cantanhêde
Carioca que veio para Brasília ainda criança, Eliane Cantanhêde faz parte da lista “As + Admiradas Jornalistas Brasileiras”, produzida pelo Jornalistas&Cia. e a Maxpress, em 2016. Formada na UnB, tem passagens por grandes veículos de imprensa, como Jornal do Brasil, Folha de S. Paulo, GloboNews e Estadão. Atualmente, é colunista do Jornal O Estado de S. Paulo e Em Pauta, na Globonews.

José Carlos Coutinho
Gaúcho, é professor emérito da Universidade de Brasília e um admirador dos talentos de Oscar Niemeyer e Lucio Costa, além de um ardoroso defensor do projeto urbanístico de Brasília. Chegou à cidade em 1968 para participar da reestruturação do Instituto de Artes da UnB. Foi professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo na Universidade, onde integrou o Conselho Editorial da Editora UnB. Foi presidente do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB-DF) e é cidadão honorário brasiliense.

Leila Barros
Também conhecida como Leila do Vôlei, é senadora da República, a primeira mulher eleita para o cargo pelo Distrito Federal, atuante pela pauta de defesa das mulheres. É também ex-jogadora de voleibol e medalhista em várias competições. Foi a responsável pelo projeto social Brasília Vôlei, que beneficiou 50 mil crianças e jovens do DF.

Leiliane Rebouças
Bacharel em relações internacionais e comentarista de Cidades no Programa Direto ao Ponto com Carlos Monforte. Integra o Movimento Guardiões de Brasília Patrimônio Cultural da Humanidade. E é autora do livro Vizinhos do Poder – História e Memória da Vila Planalto, que tem previsão de lançamento para o segundo semestre de 2020. É também colaboradora do site Olhar Brasília, com vários textos em defesa da Vila.

Marcos Pinheiro
Carioca brasiliense, é jornalista formado pela UnB. Desde 1991, é produtor e apresentador do programa de rock Cult 22, na Rádio Cultura FM, emissora na qual também já foi diretor, gerente de programação, programador musical, locutor e repórter. Foi coordenador de imprensa e curador de bandas do Festival Porão do Rock, repórter e subeditor nos jornais Correio Braziliense e Jornal de Brasília. Atualmente, é coordenador da Radioweb Cult 22, colaborador das web rádios Eixo, Web Zone, Federal e Rock Online e assessor de imprensa de bandas brasilienses e do Rock do Cerrado Festival. Atua há mais de 30 anos também como DJ em festas de rock.

Silvestre Gorgulho
Jornalista, escritor e poeta, é referência em cultura e meio ambiente. Há 31 anos, fundou a primeira publicação ambiental da América Latina: a Folha do Meio Ambiente. Foi por duas vezes Secretário de Estado do DF: no governo José Aparecido de Oliveira, quando teve grande participação para fazer de Brasília Patrimônio Cultural da Humanidade. E, de 2007 a 2010, foi secretário de Cultura. Foi responsável pela construção do Clube do Choro, da Escola de Choro Raphael Rabello e da Torre Digital de Brasília, último projeto de Oscar Niemeyer inaugurado com o arquiteto ainda vivo.

Você também pode gostar

Nenhum comentário

Deixe uma resposta