16 de maio de 2021
Olhar Brasilia
Lá na minha rua

Brasília já foi mais fria…

Quem acha que o inverno está mais rigoroso este ano, ou não vivenciou o passado gelado da capital, ou a memória apagou o frio que já tivemos no DF há algumas décadas.

Pasme, mas no histórico de Brasília a temperatura mais baixa já registrada até hoje foi de 1,6•C. E não estamos falando aqui de sensação térmica, que faz com que a gente sinta mais frio dependendo da intensidade do vento, esse 1,6•C foi apontado com precisão pela estação meteorológica. Isso foi no longínquo 18 de julho de 1975. Algumas gerações se lembram de geada em Brasília nessa época do ano.

Muita gente se apavorou com a possibilidade de 9•C de temperatura mínima nesta quinta-feira, mas o Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) afirma que não está mais frio do que no ano passado. Segundo o Inmet, a temperatura está dentro da média histórica, e durante o inverno é comum ter massas polares frias e secas chegando à região. A previsão é de que a temperatura continue baixa até a segunda quinzena de agosto.

A partir de meados do próximo mês, é a vez das massas de ar quente e seco, e a má notícia é que o brasiliense só deve esperar chuva pra valer em outubro.

O técnico em meteorologia Manoel Rangel, que trabalha há 33 anos no Inmet, diz que é possível sentir que o frio não é mais tão intenso quanto no passado e que há uma série de fatores que interferem para ir aumentando a temperatura gradualmente com o passar do tempo.

Rangel aponta o número de novas construções mais altas que barram a livre circulação do vento, o aumento da frota e o consequente acúmulo de poluição, além de áreas asfaltadas cada vez maiores, que devolvem o calor para a atmosfera. Tudo isso vai alterando a temperatura. Reflexos da ocupação desordenada do DF e de ações sem planejamento na cidade.

Vale olhar a previsão do tempo pelo site: http://www.inmet.gov.br/portal/

Você também pode gostar

Nenhum comentário

Deixe uma resposta