10 de maio de 2021
Olhar Brasilia
Circuito SZ

O Dia em que o jornalista vira notícia

Brasília ferve com as notícias de política e economia. Na sede do poder, nós jornalistas recebemos uma avalanche de informações a todo instante. É preciso apurar, checar e muitas vezes traduzir para o público. Uma profissão gratificante e ao mesmo tempo absorvente e estressante, que não tem horário, fim de semana ou feriado.

Para reconhecer o esforço, muita vezes invisível, desses profissionais de Brasília, foi criado, em 2004, o Prêmio Engenho de Comunicação – O Dia em que o Jornalista Vira Notícia. Um reconhecimento que virou tradição na cidade pelo trabalho incansável e pela garra da idealizadora, a também jornalista Kátia Cubel, que, mesmo em tempos de crise, consegue sensibilizar empresas e instituições a apoiarem a iniciativa, que exalta a liberdade de expressão, ética, transparência, cidadania e democracia. (acima a presidente do Prêmio Engenho, Kátia Cubel, e o presidente da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), João Martins da Silva Junior.)

Num jantar ontem, foram anunciados mais de 20 jornalistas, finalistas em oito categorias do prêmio. Os vencedores serão conhecidos no próximo 9 de novembro numa cerimônia na Embaixada de Portugal.

Os homenageados deste ano são: os jornalistas Camila Bomfim, da TV Globo; Ana Dubeux, do Correio Braziliense; Laerte Rimoli, da EBC; e Carlos Monforte, que se consagrou como repórter, apresentador e comentarista na Globo e Globonews, onde trabalhou durante 36 anos, até o fim do ano passado.

Veja algumas fotos do jantar dos finalistas:

Os homenageados Laerte Rimoli, Ana Dubeux e Carlos Monforte.

A homenageada Camila Bomfim e a indicada ao prêmio de melhor colunista pelo Globonews Em Pauta, Eliane Cantanhêde.

A comissão julgadora: o presidente da Fecomércio-DF, Adelmir Santana; o ministro do TCU, Weder de Oliveira; a diretora jurídica do CNA, Eliziane Carvalho; a coordenadora do curso de comunicação social do IESB, Daniela Goulart; o coordenador do curso de comunicação do UniCEUB, Bruno Nalon; e o secretário especial de Comunicação Social da Presidência da República, Márcio Freitas.

Você também pode gostar

Nenhum comentário

Deixe uma resposta