21 de maio de 2022
Olhar Brasília
12742395 10205273052536354 2870818570956427921 n
Lá na minha rua

Por mais respeito à vida

O Olhar Brasília  está de luto por mais uma morte trágica no trânsito da cidade. E se solidariza à família e aos amigos de Raul Aragão, 23 anos, estudante de sociologia da UnB e voluntário da ONG Rodas da Paz. Ele morreu atropelado nesse fim de semana, quanto pedalava na L2 Norte.

12715674 10205273052576355 8917835991749066979 n e1508784243773Raulzito, como era carinhosamente chamado, aumenta as cruéis estatísticas de mortes de ciclistas no DF. Só este ano foram 15 ciclistas atropelados nas nossas ruas. Ironicamente, Raul defendia apaixonadamente o uso da bicicleta, a mobilidade urbana com mais harmonia e a paz no trânsito.

Brasília dá exemplo no respeito à faixa de pedestres, mas ainda está muito longe de alcançar uma convivência pacífica entre ciclistas e motoristas. Para mudar esse quadro, é preciso investir no tripé: educação, fiscalização e punição.

No mundo ideal, os mais fortes protegem os mais fracos; e no trânsito, os mais vulneráveis são pedestres e ciclistas. É urgente que os motoristas redobrem a atenção. Falta exercitar a empatia e dirigir com menos displicência. Poderia ter sido o seu filho ou seu irmão. Precisamos ter menos pressa e mais cuidado para preservar a vida.

Já passou da hora de Brasília dar exemplo também no respeito ao ciclista. Basta de violência no trânsito!

Você também pode gostar

Nenhum comentário

Deixe uma resposta