16 de junho de 2019
Olhar Brasilia
Sabores

Adeus, Martinica!

Por Marcia Zarur

Quantas conversas, encontros, chocolates quentes em noites frias e as tortas… Ah, as tortas! O Martinica Café é uma prova de que Brasília, apesar de tão jovem, já tem, sim, tradição. Um cantinho na 303 Norte, com mesinhas simples, quitutes caprichados e o atendimento acolhedor… Difícil encontrar alguém na cidade que não tenha uma história ou uma lembrança relacionada ao Martinica.


Por isso mesmo, o susto com o anúncio este fim de semana nas redes sociais:

“O Martinica Café vem a público comunicar aos clientes e amigos que, na primeira semana de dezembro, encerrará as atividades na unidade da 303 norte. Após 27 anos de forte presença no mercado de café da cidade, com muito orgulho em ser um dos primeiros cafés noturnos de Brasília, decide sair de cena temporariamente _ atropelado pela crise financeira que abala o país.

Continuaremos a receber clientes e amigos na unidade do Brasília Shopping. Agradecemos a todos que, ao longo de quase três décadas, nos prestigiaram e transformaram o Martinica Café nessa marca forte, que faz parte da história gastronômica da capital federal.

A nossa produção de tortas doces, salgados e quiches continuará ativa na loja da 303 Norte, subsolo. Portanto, continuaremos a receber encomendas de tortas doces.

Atenciosamente
Equipe Martinica Café”

Depois do fechamento do Mercado Municipal, na W3 Sul no 1o semestre, agora é mais um cantinho da cidade que se despede da cena brasiliense. E um pouco da nossa história vai morrendo também com o fim desses lugares. O mais incrível é que o Martinica remanescente fica justamente dentro de um shopping. Sem o charme e o peso da história do café da comercial, foi a saída encontrada pelos donos pra não encerrar de vez o negócio.

O Olhar Brasília, sempre atento às mudanças do nosso perfil urbano, e que já apontou com pesar essa tendência da concentração do lazer nos shoppings, lamenta muito essa notícia.
Adeus, Martinica!

Você também pode gostar

6 Comentários

  • Reply
    Elesmary
    2017-11-19 at 21:26

    Que tristeza! Um dos primeiros locais a que fui ao chegar em Brasília e que frequento até hoje. Me dói.

  • Reply
    Ana Maria
    2017-11-19 at 21:57

    A matéria diz tudo: é a nossa história se desconstruindo! Lamentável sob todos os aspectos!

  • Reply
    Wolia Costa Manso
    2017-11-19 at 22:43

    Pena mesmo… Tenho boas lembranças do Martinica! Competência , bom gosto e profissionalismo, sem nenhuma afetação…

  • Reply
    Fred
    2017-11-20 at 19:04

    Adeildo ! Engolido pela crise

  • Reply
    André Victor
    2017-11-21 at 16:35

    A crise econômica se soma à insegurança para aniquilar as forças dos batalhadores empresários que tentam manter seus estabelecimentos nas comerciais do Plano Piloto e das demais localidades do DF.

  • Reply
    Nativo Brasiliense
    2017-12-23 at 15:53

    ANDRÉ VICTOR, batalhadores empresários aonde? se de 500 mil empresários em Brasília, salvar 500 são muitos. Não respeitem nem o CLIENTE e tão pouco a VIZINHANÇA, pior, invadem área pública, pagam apenas 70 centavos por m2 quadrado invadido e não saciados, cimento o verde que separa a comercial dos pilotis dos prédios. Agora tradição aonde? Muitos desses empresários não tem 10 anos de comércio na rua. Agora se fosse que nem a Pizzaria Dom Bosco, essa sim tem tradição.

  • Deixe uma resposta