7 de julho de 2020
Olhar Brasilia
Lá na minha rua

Onde está a Brasília do amor e da esperança?

É desolador e chocante ver Brasília como palco de atos de violência contra profissionais da imprensa. Cenas de desrespeito a seres humanos no exercício de seu trabalho. Atos de covardia contra o lado mais fraco da corda: o trabalhador.

O profissional de imprensa (repórter, fotógrafo, cinegrafista e todos os que fazem parte da equipe) é um trabalhador como qualquer outro. Tem família, tem contas para pagar, tem problemas. É um brasileiro com direitos e deveres, como qualquer outro.

Se temos o direito de ir às ruas para nos manifestar, graças à democracia, os jornalistas precisam estar lá, registrando tudo. É o exercício de profissão e o direito que todos têm à informação.

Nossa solidariedade aos jornalistas de todo o país que estão sendo vítimas dessa violência. Especialmente aos fotógrafos Orlando Brito e Dida Sampaio, que foram agredidos no último domingo na Esplanada dos Ministérios. Ambos são profissionais reconhecidos e premiados, que cumprem com maestria a função de retratar a nossa história.

Orlando Brito é jurado do Prêmio Olhar Brasília de Fotografia – um dos fotógrafos mais respeitados do país, com uma longa trajetória profissional.

Nenhuma agressão pode ser justificada. É possível discordar sem agredir.

O lado humano da cidade

O site Olhar Brasília foi criado em 2017 para realçar o lado mais humano da capital. Para mostrar que Brasília não se resume ao poder e aos poderosos, que ditam os rumos do país por meio da política. Queríamos dar espaço à cidade que vive e acontece muito além da Esplanada dos Ministérios.

O Olhar Brasília quer valorizar o que a cidade tem de melhor: sua gente, arquitetura, cultura. Sua criação foi um manifesto de defesa da capital da República, tão malvista pelos brasileiros.

Ressaltamos que não, aqui não é terra de corrupto e de bandidagem. Aqui somos a realização de um sonho de esperança, uma grande mãe que acolheu brasileiros vindos de todos os lugares.

No entanto, diante das cenas de brutalidade que estão ocorrendo, nosso coração sangra, como o de todos que amam essa cidade e querem que ela seja exemplo de respeito, cidadania e plena democracia!

Marcia Zarur e Samanta Sallum – jornalistas responsáveis pelo Site Olhar Brasília

Você também pode gostar

Nenhum comentário

Deixe uma resposta